Inteligência comercial: conheça as estratégias que podem alavancar suas vendas

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por lucas
em Janeiro 23, 2023

Você já ouviu falar sobre inteligência comercial e como ela pode ajudar o seu negócio? Não é segredo para ninguém que com o passar do tempo e aumento da tecnologia a concorrência está aumentando cada vez mais.

Por isso é muito importante que os negócios se reinventem e busquem estratégias que os ajudem a se manter no mercado e acima de tudo, sigam em crescimento constante e é justamente nesse cenário que surge a inteligência comercial.

Ela ajuda as empresas a entenderem os ambientes competitivos, além das oportunidades e desafios, através da inteligência comercial a sua empresa de cabos elétricos consegue:

  • Analisar;
  • Interpretar informações sobre concorrentes;
  • Entender os clientes;
  • Interpretar as informações sobre os produtos.

Além de outros fatores do mercado, ele é essencial para ser usado em processos de tomada de decisão estratégica independentemente do segmento em que a empresa atue.

O que é inteligência comercial?

A inteligência comercial trata da análise de dados, extração de informações além de nortear a equipe comercial e de marketing com ações estratégicas que focam no aumento, eficiência e assertividade do time de vendas.

De modo geral, quando uma empresa de inversor de frequência trifásico, por exemplo, investe na inteligência comercial, ele está investindo em uma série de ações estratégicas que irão ajudar a melhorar os resultados do seu negócio.

Qual a sua necessidade em um time de vendas?

Existem inúmeros motivos que tornam a inteligência comercial, uma necessidade para a sua empresa e seu time vendas, podemos destacar as seguintes:

  • Aumentar o volume de Leads sem perder a qualidade;
  • Aumentar o tempo de contato dos vendedores com os clientes;
  • Personalização do contato com o cliente;
  • Aumento da expansão de segmentos na carteira;
  • Aumento da presença no mercado.

Isso mostra como investir na inteligência artificial é importante para criar um bom relacionamento com o seu cliente, além de fazer sua empresa crescer e se destacar no mercado.

Quais os dados mais importantes levantados?

Saiba que a inteligência comercial vai muito além da análise do desempenho de vendas ou sobre o mercado dos concorrentes.

Elas podem fornecer informações sobre o mercado de clientes como seu perfil demográfico e de consumo, fatores que são levados em conta pelos consumidores na hora do consumo, além das tendências do mercado do seu nicho.

Os dados também apresentam informações sobre as suas vendas. Por exemplo, uma empresa de conduite 3 8, saberá sobre:

  • Ticket Médio;
  • Taxa de cancelamento;
  • Taxa de conversão em vendas;
  • Valor do ciclo de vida de um cliente;
  • Satisfação de clientes.

Essas informações são essenciais para que você crie estratégias em diversos fatores do seu negócio.

Além disso, você consegue informações sobre os seus produtos e serviços, como o desempenho das vendas, qual o nível de satisfação dos clientes e consegue ter um maior conhecimento sobre a equipe de vendas e as soluções necessárias para os problemas.

Você também consegue analisar a concorrência, entendendo suas características, quais os pontos fortes e fracos deles, quais são seus preços e promoções, além do posicionamento de cada um no mercado.

Outro dado importante é a análise de conjuntura, por exemplo, uma empresa de máquinas de solda profissional, terá a previsão de desempenho da economia de cada país, estado, região e cidade em que atua.

Além de acompanhar todas as legislações e regulamentações que de alguma forma podem afetar a empresa e as tendências de comportamento e consumo do seu público-alvo.

Etapas do trabalho de inteligência comercial

Saiba que a inteligência comercial é dividida em 4 etapas, são elas:

  • Planejamento;
  • Coleta;
  • Análise;
  • Disseminação dos dados.

Podem ser usadas por empresas de todos os segmentos, seja uma loja de fios e cabos elétricos ou uma empresa de cosméticos. A primeira é o planejamento, onde se identifica o problema central que deve ser solucionado, para que se defina quais serão as ações tomadas.

A segunda etapa é a coleta, sendo assim você precisa entender onde coletar os dados dos possíveis clientes, além de saber como serão organizados para análise.

A terceira etapa trata da análise que é uma parte descritiva e de diagnóstico, que te ajuda a responder as perguntas sobre onde a sua empresa esteve, onde está e porque ela é dessa forma agora. Após feito isso chegou a hora de disseminar os dados e usá-los.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade